14.3 C
Cachoeira do Sul
terça-feira, 13 abril, 2021 - 23:38
Cachoeira do Sul e Região em tempo real
  • Inicio
  • POLÍCIA
  • Em ação contra o tráfico, Polícia prende envolvidos em tiroteio no Promorar

Em ação contra o tráfico, Polícia prende envolvidos em tiroteio no Promorar

Abordagem da Polícia Civil culminou com criminosos presos em Cachoeira do Sul / Foto: Divulgação

Numa nova ofensiva contra o tráfico de drogas deflagrada na noite desta sexta-feira (12), agentes da Polícia Civil prenderam quatro pessoas no Bairro Promorar, zona norte de Cachoeira do Sul. Dois dos envolvidos são apontados nas investigações como participantes do tiroteio no Bairro Promorar que terminou com um bandido morto pela Brigada Militar no Bairro Noêmia, em 31 de janeiro deste ano.

Segundo informações apuradas pela Polícia Civil, os capturados Erick Espíndola, 35 anos, e Diego da Silva, 34, faziam a segurança de Claiton Edgar Lopes Andrade, alvo de quatro criminosos de uma facção da Região Metropolitana que viajaram a Cachoeira do Sul para matá-lo no dia 31 de janeiro. Junto com Andrade, Erick e Diego colocaram os inimigos para correr com dezenas de tiros. O carro em que os membros da facção usavam, uma GM Spin roubada, teve problemas mecânicos, foi abandonada e o grupo teve de fugir pelo mato.

Na ocasião, durante a fuga a pé, os bandidos ainda tentaram abordar um morador do Bairro Promorar que transitava de carro pela BR-153, na ponte sobre a linha férrea, próximo ao trevo do Horbach. Como o motorista não parou, os bandidos chegaram a efetuar disparos, mas nem o homem e nem o carro chegaram a ser atingidos.

A Brigada Militar se mobilizou e apurou que os criminosos fugiram pelo mato até o Passo D’Areia, onde entraram num GM Celta conduzido pelo cachoeirense Fernando Rosso de Vargas, 34 anos. A BM entrou em confronto com o bando numa casa na Rua Olímpia de Paula, no Bairro Noêmia.

Na troca de tiros, Osvaldo Carmo de Oliveira, de 27 anos, integrante da facção, foi baleado e morto. Vargas e os suspeitos Paulo Ricardo Caetano Gurskas Neto, Willyan Lucas Hermes Santos e Vitor Manuel da Silva Baermann foram presos em flagrante por crimes como tentativa de homicídio e porte ilegal de armas e munições, entre outros.

A ação da facção no Bairro Promorar teria relação, segundo a Polícia, com disputa por área de tráfico.

 

Na ação desta sexta-feira, Polícia Civil prendeu quatro e apreendeu 119 gramas de cocaína

Na ofensiva deflagrada na noite desta sexta-feira, os agentes da Polícia Civil prenderam quatro suspeitos de tráfico de drogas e apreenderam 119 gramas de cocaína do tipo “escama de peixe”, considerada a mais pura no mercado de entorpecentes, além de dois celulares. Além de Erick Espíndola e Diego da Silva, os policiais também deram voz de prisão em flagrante a Simone Cardoso Ferraz, 31 anos, mulher de Erick, e Manolo Mendes da Silva, 35 anos.

A ação foi em cumprimento a mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça. Em diligências, a Polícia flagrou entrega da droga feita por Diego e Erick a Manolo. Ao constatar a presença dos policiais, o trio fugiu. Manolo foi abordado e preso já fora da área territorial do Promorar.

Diego e Erick acionaram um motorista de aplicativo para levá-los a Santa Cruz do Sul. No meio do caminho, o carro foi abordado na estrada. Na bolsa de Sabrina, a Polícia encontrou a droga escondida dentro de um brinquedo.

Droga apreendida pela Polícia estava acondicionada num brinquedo / Foto: Polícia Civil/Divulgação
Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região