15.4 C
Cachoeira do Sul
quinta-feira, 25 fevereiro, 2021 - 05:16
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Em 43 dias, prefeito José Otávio zera a fila das cirurgias eletivas

Crédito: Ass. Com.

Encerrando sua sexta semana à frente do Poder Executivo Municipal, o prefeito José Otávio Germano e seu secretariado comemoramos primeiros resultados da Administração Pública. A articulação política com deputados federais, cargo que exerceu por 16 anos, garantiu que Cachoeira receba R$ 2,05 milhões para custeio da saúde, valor que será usado para zerar as filas das cirurgias eletivas no Município. O levantamento da Secretaria Municipal de Saúde dá conta de que 1 mil pessoas aguardam por cirurgia de cataratas, 600 pessoas por cirurgia de varizes e outras 375 por procedimento na área da traumatologia.
A primeira das eletivas a ter garantia de recursos para zerar a fila foi a da traumatologia. Em visita ao prefeito José Otávio, no dia 5, o deputado federal Pompeo de Mattos (PDT) garantiu o recurso de R$ 300 mil necessário para que os procedimentos sejam contratados.

Já nesta semana, as tratativas avançaram no sentido de resolver a espera dos pacientes para cirurgias de varizes e cataratas. O deputado federal Covatti Filho (Progressistas), hoje secretário estadual da Agricultura, firmou compromisso para encaminhar emenda parlamentar no valor de um milhão de reais que será utilizado para realizar as cirurgias represadas de cataratas.

Já para os 600 pacientes que aguardam por uma cirurgia de varizes, a garantia do recurso veio do Deputado Federal Nereu Crispim (PSL), que destinará o valor de R$ 350 mil através de emenda parlamentar.

Além de atender as 1.975 pessoas que aguardam na fila, o prefeito José Otávio garantiu duas emendas extras – uma de R$ 200 mil para custeio da saúde com o deputado federal Heitor Schuch (PSB) e outra, também de R$ 200 mil, com o deputado federal Henrique Fontana (PT), que servirá como reserva técnica para futuros procedimentos que necessitem ser realizados.

Fila de cinco anos está zerada

Em 43 dias de governo, a Administração Municipal liderada pelo prefeito José Otávio Germano está resolvendo um problema que parecia insuperável. Entre as quase duas mil pessoas que aguardam por cirurgia eletiva em Cachoeira, algumas estão há 5 anos na fila. “Não estamos falando apenas de fazer cirurgias, mas sim em devolver a dignidade e a alegria, deixando essas pessoas saudáveis e com condições de viver plenamente de novo”, declarou o prefeito.

Os valores das emendas serão destinados à Secretaria Municipal de Saúde que procederá a contratação dos prestadores de serviço que realizarão os procedimentos. A escolha dos prestadores de serviço pela Saúde levará em conta a especialidade atendida, a questão financeira e a qualificação médica. “Sem dúvida, é um momento ímpar para todos nós trabalhadores da saúde, pois nossa satisfação é resolver os problemas dos cidadãos”, pontuou a secretária interina da Saúde, Denise Caspani, explicando que já esteve reunida com o setor de Regulação da Secretaria para dar o andamento que culminará com a contratação dos prestadores de serviço que são os médicos que realizarão as cirurgias.

“Um tormento” – Assim o senhor Argeu dos Santos Barbosa, 72 anos, definiu a espera de dois anos pela cirurgia de catarata. “No meu caso, já tentei outros tratamentos, mas só a cirurgia pode resolver. Minha esperança é o prefeito José Otávio”, disse o paciente, explicando ainda que, depois de recuperado da cirurgia, quer voltar a dirigir.

O prefeito José Otávio Germano definiu como “uma vergonha” deixar um cidadão esperando por tanto tempo para realizar um procedimento. “Essa espera está submetendo nossos irmãos cachoeirenses a situações degradantes”, desabafou.

O casal Virgínia Almansa da Silveira, 72 anos, e José Amaro da Silveira, 73, também aguarda por cirurgia de cataratas. Ela, por mais de um ano. “Recebi hoje o diagnóstico de que também preciso fazer”, explicou José. “Um prefeito não pode apenas cuidar da cidade e de coisas materiais. Um prefeito precisa ter sensibilidade para cuidar das pessoas”, finalizou José Otávio.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região