Durante obras na Ponte do Fandango: empresa recebe autorização para travessia

Por 9 de maio de 2022

Crédito: Reprodução

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) autorizou a Estaleiro Naval Couto a operar como Empresa Brasileira de Navegação (EBN) na prestação de serviços de transporte de passageiros, veículos e cargas, na navegação interior de travessia, em diretriz da rodovia federal BR-153, na Região Hidrográfica Atlântico Sul, sobre o Rio Jacuí, em Cachoeira do Sul.

Com a aprovação da solicitação, mesmo sendo uma forma alternativa e transitória, a empresa deve atender aos casos que foram inviabilizados pela obra da Ponte do Fandango. O objetivo é transportar veículos, inclusive aqueles que excedem o limite de tonelagem, enquanto a estrutura não for liberada totalmente.

A Ponte do Fandango apresentou problemas estruturais que interromperam a travessia. A estrutura passa por obras e está liberada somente para veículos leves com limite de tonelagem (até 24 toneladas).

Deusa do Jacuí

A balsa Deusa do Jacuí retornou a fazer a travessia do Rio Jacuí na manhã desta segunda-feira. Desta forma, caminhões com mais de três eixos já podem chegar ou sair de Cachoeira do Sul fazendo a travessia entre a Rua Moron e a Praia Nova.

Parada por causa da cheia do Rio Jacuí, a balsa retomou suas atividades com o nível chegando aos 19,08 metros, o que representa 1,08 metro acima do seu nível normal.

A Defesa Civil e a Secretaria de Meio Ambiente tiveram que fazer podas pela manhã para que a balsa conseguisse atracar na Moron.

A Deusa do Jacuí opera das 6 horas às 22 horas. Depois deste horário, as travessias ocorrem a cada duas horas.