Deusa Jacuí inicia transporte de veículos pesados no Rio Jacuí

Por 26 de novembro de 2021

Embarcação vai garantir transporte veículos pesados. Foto: Cacau Moraes

 

A Balsa Deus do Jacuí inicia a partir das 15h desta sexta-feira (26) a travessia no Rio Jacuí, em Cachoeira do Sul, para o transporte de veículos pesados, que estão impedidos de utilizar a Ponte do Fandango, liberada somente para carros leves devido a uma rachadura na estrutura que dá acesso ao vão central.

A balsa está em Cachoeira do Sul desde o dia 8 deste mês e estava impedida de exercer a sua atividade devido ao baixo nível do Jacuí. O serviço será realizado entre a Praia Nova e o final da Rua Moron.

Uma força tarefa nos últimos dias foi a responsável para a entrada em operação da balsa, porque blocos de areia impediam a chegada da embarcação na Praia Nova. A Prefeitura, através da Secretaria de Obras, construiu uma espécie de atracadouro com pedras e britas para possibilitar o serviço da balsa.

A Deusa do Jacuí se constituí em uma alterativa para o transporte de veículos pesados (ônibus, caminhões e máquinas agrícolas), porque impedidos de passar pela Ponte do Fandango, estavam utilizando rotas alternativas como a RST-287, ERS-403 e a balsa existente no Rio Jacuí na localidade de São Lourenço.

IMPORTANTE

A presença do serviço da Deusa do Jacuí será por tempo indeterminado. Neste momento, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) realiza um novo escoramento no vão que apresentou rachadura na Ponte do Fandango. O prazo de conclusão desta obra é dia 16 de dezembro. No entanto, já está garantido pelo governo federal, por meio do presidente Jair Bolsonaro ao prefeito José Otávio Germano, de que Cachoeira do Sul terá em 2022 uma nova ponte.

O projeto a cargo do Ministério da Infraestrutura prevê num primeiro momento a construção de uma nova ponte em toda a extensão da estrutura – que tem rachadura – por onde ocorre o acesso ao vão central, reformado no ano de 2018 pelo Dnit, num investimento de R$ 9 milhões.

OS PREÇOS DA BALSA