19.9 C
Cachoeira do Sul
segunda-feira, 1 março, 2021 - 10:52
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Depois da queda de galhos, corte total da tipuana

 

Equipe da Secretaria do Meio Ambiente realizou o corte total da tipuana. Fotos: Cacau Moraes

 

Depois que parte de uma tipuana caiu sobre o prédio do CAPS, na Rua Marechal Floriano, no centro de Cachoeira do Sul, na tarde de ontem (segunda-feira), a Prefeitura resolveu cortar a árvore. O trabalho foi realizado na manhã deste terça-feira (8) e se estendeu até o início desta tarde. Para a Secretaria de Meio Ambiente havia perigo de outros galhos caírem.

O trânsito no local ficou interrompido o que obrigou os motoristas a buscarem alternativas, mas alguns condutores preferiram entrar na contramão na Rua Major Ouriques. Na área não havia fiscalização de trânsito.

Uma equipe do Meio Ambiente realizou o trabalhou de corte e limpeza, supervisionado pelo secretário, Ronaldo Trojahn. A queda da parte da tipuana levantou questionamentos sobre a situação das outras árvores que tomam conta da Rua Moron e da Marechal Floriano, onde em 2018, cinco tipuanas desabaram sobre residências. Por enquanto, não existe nenhuma determinação da Secretaria do Meio Ambiente sobre a realização de uma análise das tipuanas. O certo é que algumas estão a perigo. As raízes levantaram parte da calçada e em outras galhos caem a todo momento na rua.

IMPORTANTE

Tipuana tipus, originária da Argentina e de outros países, faz parte da história de Cachoeira do Sul.  Foram trazidas para o Brasil na década de 30. Suas raízes são superficiais, tronco ereto e é uma leguminosa parente da soja e da acácia. Longevidade de 70 a 80 anos.

Segundo um morador do Bairro Barcelos, que estuda a espécie há alguns anos, pelas raízes superficiais e porte, a tipuana tende a cair pela ação dos ventos ou mesmo pelo próprio peso. Deveriam alcançar altura de até 18 a 20 metros, mas existem alguns exemplares acima de 30 metros.

Por ser uma leguminosa tem uma característica especial, não forma cerne no tronco e apodrece internamente. Conforme o estudo, as tipuanas estão tomadas por parasitas vegetais e ou insetos especialmente formigas, pulgões e colchonilhas. Além disso, é a variedade de árvores que mais caem nas zonas urbanas brasileiras e são muito utilizadas em praças.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região