22.8 C
Cachoeira do Sul
domingo, 11 abril, 2021 - 10:41
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Covid: homem de 41 anos morre no HCB. Prefeitura aguarda resultado

No domingo de Páscoa (4), o Hospital de Caridade e Beneficência (HCB) emitiu um boletim com a atualização dos internados na UTI Covid e Enfermaria Covid, além de confirmar mais um óbito de paciente internado em área exclusiva para tratamento contra a doença. A vítima foi um homem de 41 anos. A Prefeitura divulgou nota informando que ainda aguarda resultado de exame e que trata o caso como suspeito. Se houver confirmação, seria a quinta em abril em função da Covid.

O número de pacientes internados UTI Covid chegou a 21, sendo 20 de Cachoeira do Sul e um de Novo Cabrais. Já na Enfermeira Covid, 32 estão internados.

Ao todo, foram sete novos casos e 124 registros de recuperações nas últimas 24 horas.

04/04/2021 – Domingo
Caso confirmado – SG 06
Caso confirmado – SRAG 01
Óbito caso confirmado
Óbito caso suspeito 01
Suspeitos – SG 37
Suspeitos – SRAG
Descartados
Recuperados 124

 

PANORAMA GERAL
Município Recuperados Suspeitos Descartados Confirmados Óbito caso confirmado Óbitos casos suspeitos
Cachoeira do Sul 4454 152 6014 5446 82 1

 

SG: Síndrome Gripal

SRAG: Síndrome Respiratória Aguda Grave

Governo do Estado atualiza protocolos de missas e cultos

Para adaptar os protocolos estaduais à decisão liminar do ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), o governo do Estado publicou um novo decreto neste domingo (4) ampliando a taxa de ocupação de igrejas e templos no Rio Grande do Sul.

Até então, a regra na bandeira preta no Rio Grande do Sul era de lotação máxima de 10% de público, limitado a 30 pessoas, e na bandeira vermelha, limitado a 10% do público ou 30 pessoas, o que fosse maior. Agora, o Decreto 55.820 amplia o limite para 25% da capacidade do local para bandeira preta e vermelha.

A liminar do ministro, publicada no sábado (3), determina que Estados, municípios e Distrito Federal não podem editar normas de combate à pandemia do novo coronavírus que proíbam completamente celebrações religiosas presenciais, como cultos e missas, e que os protocolos sanitários de prevenção, relativos à limitação de presença, não podem ser inferiores a 25% da capacidade.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região