20.5 C
Cachoeira do Sul
quinta-feira, 4 março, 2021 - 07:03
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Começa a faltar vacina para a covid em Cachoeira

Sem previsão para chegada de novas doses, Cachoeira do Sul começa a ficar sem vacina contra a covid para grupos prioritários / Foto: Arquivo/Divulgação

Doses de vacinas contra a covid-19 acabaram na unidade sanitária 14 (US 14), localizada no Bairro Marina, zona norte de Cachoeira do Sul. O comunicado foi feito nesta sexta-feira (5) pela Secretaria Municipal da Saúde.

Na US1, junto ao prédio do INSS, e na US4 (antigo Centro Social Urbano), ainda há doses disponíveis. Por enquanto, podem se vacinar em Cachoeira do Sul apenas os profissionais da saúde, indígenas, idosos residentes em asilos e casas geriátricas, deficientes institucionalizados e pacientes acamados têm recebido as doses em roteiro de atendimento domiciliar elaborado pela Secretaria da Saúde.

Desde o início da campanha, Cachoeira do Sul aplicou 2.566 doses da Coronavac e da AstraZeneca, de um total de 4.586. Não há previsão quanto ao recebimento de mais doses. Já foram imunizados 2.1741 profissionais da saúde, 327 idosos residentes em casas geriátricas, 32 indígenas e 33 pessoas com deficiência.

FURA-FILAS

A pasta recebeu durante esta semana denúncias dando conta de que pessoas com formação na área da saúde, mas que não exercem a profissão, teriam ido para a fila dos profissionais da saúde no último final de semana para serem imunizadas contra a covid.

Há casos, por exemplo, de um profissional técnico em enfermagem sem vínculo empregatício no setor e de um fisioterapeuta que trabalha como comerciário que teriam recebido doses apenas apresentado registro profissional, o que é uma irregularidade.

DENÚNCIAS

A Secretaria Municipal da Saúde firmou um compromisso de responder em, no máximo, cinco dias úteis todas as denúncias relacionadas à vacinação contra o coronavírus.

As denúncias devem ser feitas pelos telefones 37246004 ou 37246085 (ramal 218 – Ouvidoria) e serão atendidas com prioridade pela Secretaria.

Conforme a diretora da pasta, Denise Caspani, todos os casos denunciados serão investigados de forma individual com base nas resoluções e normativas do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde. “Qualquer situação que pareça não estar correta, deve ser denunciada. Não temos interesse nenhum em ser injusto com ninguém”, explicou Denise.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região