Com gol nos acréscimos, Santos afunda Grêmio no Z-4

Por 10 de outubro de 2021

O Grêmio enfrentou o Santos, na tarde deste domingo, na Vila Belmiro, em mais uma partida válida pelo Campeonato Brasileiro. O resultado não foi o esperado e o Tricolor acabou superado pelo Peixe por 1 a 0, em um dos últimos lances do jogo. Com o resultado, o Grêmio não soma pontos na competição e segue na ponta de baixo da tabela.

Os donos da casa tiveram as primeiras chances no ataque. Logo aos 2’, Zenocelo recebeu um passe na entrada da área e chutou forte, exigindo uma grande defesa do goleiro Brenno, que voou para mandar a escanteio. Já a resposta gremista chegou quatro minutos depois, quando Diego Souza, da intermediária, próximo a grande área, arriscou, mas acabou bloqueado por Velázquez.

Outra grande chance adversária surgiu aos 10’, após um lance de Camacho pela direita. A bola foi colocada na área, Marinho chutou e Brenno defendeu. No rebote, houve a finalização de Marcos Guilherme, para mais um desvio do goleiro gremista. Dois minutos depois, Alisson foi lançado dentro da área e chutou, cara a cara com o arqueiro adversário, que fez boa defesa.

O Grêmio tramou uma boa jogada com Vanderson, pela direita, que foi lançado em profundidade e cruzou fechado na área, mas a bola saiu pela linha de fundo, com 22’ jogados.

Já o Peixe seguiu buscando o campo de ataque e com 27’, arriscou. Wagner chutou de fora, mas mandou pra fora. Mais uma chance dos donos da casa saiu em bola parada, aos 32’. A bola foi colocada na área, mas ninguém chegou para completar, saindo pela linha de fundo.

Na reta final da etapa inicial, o Santos ainda teve uma grande oportunidade, novamente em bola parada. Carlos Sánchez cobrou com muito perigo, buscando o ângulo da meta tricolor, mas Brenno fez uma defesaça, impedindo o gol adversário, aos 40’. Logo em seguida, o arqueiro gremista salvou mais uma, desviando por cima da meta a finalização de Marinho.

Aos 43’, o Grêmio chegou novamente com um chute de fora da área de Alisson, mas João Paulo conseguiu defender com facilidade.

Os gremistas voltaram iguais para o segundo tempo, sem mudanças na equipe. A primeira oportunidade saiu dos pés de Alisson, em uma jogada pela esquerda, mas o atacante tentou mandar por cobertura e a bola saiu pela linha de fundo.

O Tricolor criou mais chances nos minutos iniciais. Aos 8’, após cobrança de escanteio, Douglas Costa colocou no segundo poste, Diego Souza dividiu com a marcação, que cortou pela linha de fundo.

O Santos chegou com muito perigo passados 15’, quando Marinho foi lançado, mas desarmado por Rodrigues. No rebote, Carlos Sánchez chutou forte, para fora – jogada já estava anulada por impedimento de Marinho.

O técnico Luiz Felipe Scolari providenciou a suas primeiras mudanças na equipe aos 18 minutos, colocando Diego Churín e Ferreira, nos lugares de Diego Souza e Rodrigues.

O Peixe teve uma nova chance em cobrança de falta. Marinho cobrou rasteiro, mas a zaga gremista fez o corte, aos 23’.

Mais duas mudanças no time gremista: Jean Pyerre e Mateus Sarará, nos lugares de Douglas Costa e Lucas Silva, aos 25’.

Passados 30 minutos, o Grêmio tramou uma boa jogada com Ferreira, que driblou a marcação e chutou a gol, mas João Paulo caiu para fazer a defesa.

Três minutos depois, Marinho cobrou uma falta da direita, mas mandou alto, por sobre a meta tricolor.

Na reta final da partida, Jean cobrou uma falta na área, a zaga afastou e a bola caiu nos pés de Ferreira, que finalizou; mas a bola saiu à esquerda do gol.

Aos 46’, após cobrança de escanteio, a bola chegou a Carlos Sanchez, que fez um cruzamento na área, e a zaga afastou. Marinho pegou a sobra, chutou e Wagner desviou para as redes, marcando o gol da vitória.

Com o resultado, o Grêmio não soma pontos na competição e segue na ponta de baixo da tabela.