Cinco Esquinas: estudo na Pensilvânia (EUA) serve de base para defesa de rotatória

Por 3 de outubro de 2019

Foto: Ass. Com.

O Departamento Técnico da secretaria municipal de Planejamento apresentou, na manhã desta quinta-feira (3), aos professores Alejandro Ruiz Padillo e Felipe Caleffi, da UFSM, o projeto técnico da rotatória na interseção da Cinco Esquinas. Nos próximos dias, poderão ser vistas obras no entorno, especialmente modificações feitas pelas empresas Oi, Ipiranga, Corsan e Vivo. Avanços e recuos nas calçadas também devem acontecer em breve, buscando melhor visibilidade para os motoristas e a segurança dos pedestres. A reunião foi acompanhada pelo prefeito Sergio Ghignatti.

Foto: Reprodução/estudo

O professor Alejandro Ruiz Padillo, coordenador do LAMOT – Laboratório de Mobilidade e Logística da UFSM – responsável pelo projeto básico da rotatória voltou a afirmar que a construção da mesma trará mais segurança ao pedestre, além de diminuir o tempo de espera para a travessia dos carros. Ele baseou sua fala, inclusive, em um estudo divulgado pelo Departamento de Transportes da Pensilvânia no dia 18 de setembro deste ano. O estudo analisou 19 rotatórias existentes no estado americano, construídas em locais que anteriormente possuíam sinaleiras. O resultado da pesquisa mostrou que, nestas 19 rotatórias, as fatalidades foram reduzidas de 2 para 0, as lesões graves foram reduzidas em 90% (de 10 para 1) e as lesões menores foram reduzidas em 79% (de 24 para 5).

Foto: Reprodução/estudo

Foto: Reprodução/estudo