19.9 C
Cachoeira do Sul
segunda-feira, 1 março, 2021 - 10:20
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Ciep, a Escola de Vencedores, completa 25 anos

Escola Ciep, orgulho da zona norte de Cachoeira do Sul, tem em sua filosofia a valorização de seus alunos / Fotos: Portal OCorreio

Orgulho da zona norte de Cachoeira do Sul que mudou a realidade e elevou a autoestima de uma comunidade pobre, a Escola Ciep Virgilino Jayme Zinn completa neste domingo (15) 25 anos de atividade. Encravada no Bairro Preussler num local que antes era só campo, mato e sanga, na Esquina das ruas Lourenço Bandeira e Júlio Viegas, a instituição é hoje uma referência em ensino público de qualidade, em conservação de seu patrimônio físico, em investimentos em infraestrutura mesmo com orçamento apertado, em projetos extraclasse e no esporte.

Mas é na preparação de jovens para ingresso nas universidades, na aprovação em concursos públicos e nas carreiras de sucesso na iniciativa privada que a Escola Ciep se destaca. O projeto Escola de Vencedores (também batizado como Aluno Vencedor) é uma iniciativa que deu certo no estímulo aos alunos para que voltem seus olhares ao futuro.

Trata-se de uma ferramenta de incentivo de custo zero que consiste em divulgar, pelas redes sociais da escola, as conquistas alcançadas por alunos e ex-alunos, como uma vaga em universidade ou concurso público, graduação no ensino superior ou ações de destaque na comunidade. “Até 2005, eram raros os alunos que queriam continuar os estudos ao fim do ensino médio. Era preciso aproveitar melhor o espírito esportivo vencedor da escola, tetracampeã da Olimpíada Estudantil, também na vida. Ainda, com o início do Enem, novas possibilidades se abriram”, explica o professor idealizador e responsável pelo projeto Aluno Vencedor, Edson Souza.

Hoje, a Escola Ciep faz parte da trajetória de vida de profissionais e empreendedores de sucesso nos mais diversos setores, além de concursados, graduados, pós-graduados, mestres e doutores espalhados pelo Rio Grande do Sul e pelo Brasil. A relação da escola com sua comunidade é tão estreita e profunda que muitos ex-alunos mantêm vínculos afetivos com a instituição, mesmos após anos como egressos. É o caso do ex-aluno Jonatas Muniz, 31 anos, que é dono de uma agência de publicidade em Campo Bom e em 2018 produziu um vídeo institucional que apresenta detalhes sobre o projeto Escola de Vencedores.

Ele considera o trabalho comprometido realizado na escola como fundamental para seu desenvolvimento profissional. “Nos cerca de nove anos em que passei na escola Virgilino Jayme Zinn, trabalhamos de maneira muito forte valores como lealdade e amizade. Além disso, a atuação dos professores sempre esteve no nível mais alto. Hoje, posso dizer que muito do que alcanço profissionalmente se deve aos ensinamentos recebidos lá”, explica.

Hortaliças são produzidas pelos alunos são aproveitadas na merenda escolar

Hortaliças para a própria merenda escolar

A Escola Ciep trabalha também num projeto ambiental que envolve alunos das séries iniciais. Idealizada pela professora Jeni Correia, a iniciativa consiste no reaproveitamento de bombonas de água e garrafas pet para cultivo de hortaliças. Toda a produção é destinada à merenda escolar.

O projeto é desenvolvido no pátio, onde são cultivadas beterrabas, batatas, tempero verde, tomate e até girassol. As bombonas podem ser entregues na escola, mas a professora Jeni se dispõe a buscar as doações. Os contatos devem ser feitos pelo telefone (51) 3723-7513. Também podem ser doadas garrafas pet. Além da produção de alimentos, também tem por objetivo evitar o descarte do material na natureza, principalmente, em sangas e arroios.

 

Escola Ciep mudou a realidade de uma comunidade carente da zona norte

Uma história marcada por inúmeros desafios

O CIEP (Centro Integrado de Educação Pública), como é popularmente chamada a Escola Ciep Virgilino Jayme Zinn, foi construído e inaugurado durante a gestão do Governado Alceu Collares. Situa-se no Bairro Preussler e recebe alunos deste e de bairros adjacentes.

Atualmente atende a 591 alunos, sendo que 214 em tempo integral (do 1º ao 5º ano), ou seja, o aluno entra pela manhã e fica na escola até às 16h. Recebe café, almoço e um lanche na saída, além de variadas atividades pedagógicas complementares aos estudos regulares. A escola tem 55 professores e 20 funcionários.

O primeiro diretor foi o professor Vergilino Carvalho Bernardes (1995 a 1997); após quem assumiu foi a professora Olésia Dutra Barbosa (1998 a 2001), seguida da professora Odete Dutra (2002 a 2003), e pelos professores Edson Souza (2004 a 2006), Nashat Saleh (2007 a 2009), e novamente a professora Olésia assumiu mais duas gestões (2010 a 2015). Atualmente a diretora é a professora Sandra Gonçalves, em sua segunda gestão.

A partir de 1996 a escola passou a oferecer o Ensino Médio, tendo a sua primeira turma de formandos em 1998. No ano de 2019 formou a 22ª turma de formandos, sempre com evento bastante prestigiado pela comunidade da zona norte da cidade. Desde os primeiros anos, a escola começou a se destacar no cenário do desporto escolar, tendo sido tetracampeã da Olimpíada Estudantil Municipal em 2005, feito este que só foi superado por escolas particulares em anos subsequentes.

Nos anos posteriores, com o advento do Enem, comprovando que a escola oferece um ensino público de qualidade, os alunos começaram a ingressar nas universidades da região e também a passar em concursos públicos. Foi criado na escola o projeto motivacional “Escola de Vencedores” , tendo por base as conquistas esportivas, com o intuito de aumentar a autoestima da comunidade, que se contentava apenas em terminar o ensino médio, no sentido de continuar seus estudos após a formatura na escola.

O projeto destaca alunos em três frentes: (1)Ingresso e formatura no ensino superior; (2)aprovação em concurso público; (3)destaque comunitário, e em seu local de trabalho, e empreendedorismo. Como resultado do projeto, a escola, contrariando a tendência nacional, aumenta o número de matrículas, principalmente no primeiro ano do ensino médio, estimuladas pelo sucesso dos chamados “Alunos Vencedores”.

Em 2020, o ano letivo teve início com quatro turmas de primeiro ano de ensino médio. O custo do projeto é zero, pois utiliza a rede social Facebook utilizando a imagem dos ex-alunos. A escola é reconhecida pelas autoridades educacionais do Estado como um dos mais bem conservados prédios dos CIEPs implantados na década de 90.

Possui em seu complexo um ginásio de esportes, amplo refeitório, dois laboratórios de informática, duas bibliotecas (uma infantil), salas de aula climatizadas, laboratório de ciências e sistema de segurança com câmeras. Recentemente foi agraciada com uma área coberta interna no pátio.

A rua Lourenço Bandeira está sendo pavimentada através de Emenda Impositiva do Vereador Marcelo Figueiró e esforço da comunidade que, através de promoções, paga a mão de obra da pavimentação. Tramita nos órgãos públicos a reivindicação de um muro para a escola, objetivando maior segurança para nossos alunos e educadores, bem como estudos para implantação de curso técnico na área da informática.

A filosofia da escola é: “Educar em valores para o exercício da cidadania.”

O objetivo geral da escola é: propiciar o desenvolvimento do educando, assegurar-lhe uma formação com foco nas dimensões do trabalho, ciência, cultura e tecnologia, indispensável para o exercício da cidadania, bem como fornece meios para a inserção no mundo do trabalho e em estudos posteriores.

Missão: qualificar o processo educativo, redefinindo o papel como instituição construtora de conhecimentos, desenvolvendo as potencialidades do educando, tornando-os corresponsáveis pela transformação da comunidade onde vivem.

Visão: ser referência em educação comunitária, elevando o índice de aproveitamento dos alunos através da melhoria da prática pedagógica e administrativa. Valores: Solidariedade, Respeito, Autonomia, Honestidade, Civilidade, Responsabilidade, Tolerância, Comprometimento.

A escola é conhecida como “O orgulho da Zona Norte de Cachoeira”.

 

Lema: Viver, Amar e Aprender.

Desde 2011 tem um hino de autoria do prof. Edson Souza:

Eu sou CIEP (2x)

Virgilino Jayme Zinn

Viver, amar e aprender

São bandeiras para mim

Corpo são, mente sadia

E os valores pra viver

Com a Escola e a família

Nesta vida eu vou vencer

Amor a Deus e aos irmãos

Na Escola eu vou sentir

Amar assim é o máximo

Pra meu ser evoluir

Aprender é liberdade

Pra construir a minha história

Se a força vem da unidade

Vem do entusiasmo a vitória

 

O VÍDEO INSTITUCIONAL DA ESCOLA CIEP:

Produção: Jonatas Muniz

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região