23.2 C
Cachoeira do Sul
sexta-feira, 18 setembro, 2020 - 19:50
Cachoeira do Sul e Região em tempo real
  • Inicio
  • DESTAQUES
  • Ciclone-bomba deve atingir o RS nesta terça e na quarta-feira

Ciclone-bomba deve atingir o RS nesta terça e na quarta-feira

A MetSul Meteorologia adverte para uma ciclogênese explosiva que impactará o Sul e parte do Sudeste do Brasil entre esta terça (30) e a quarta-feira (1º). O episódio deve trazer chuva intensa para parte da região, tempestades isoladas e vento de forte intensidade.

O episódio, também conhecido como “bomba meteorológica” ou “ciclone-bomba” ocorre quando a pressão atmosférica no centro de um ciclone cai em média 1 hPa por hora em 24 horas, ou seja, no mínimo 24 hPa em 24h.

É exatamente o que se espera ocorrerá entre o Sul do Brasil e o Oceano Atlântico entre esta terça e a quarta-feira.

No mapa do modelo alemão Icon, projetou-se 1.001 hPa no centro da baixa sobre o Sul do Paraguai na madrugada desta terça, mas 24h depois, na madrugada de quarta, a baixa pressão já como ciclone formado estará com 976 hPa sobre o Atlântico, uma queda de 25 hPa em 24h.

Projeção do modelo Icon para a madrugada desta terça-feira
Projeção do modelo Icon para a madrugada de quarta-feira

O ciclone bomba é comum no inverno e sempre ocorre no Norte da Europa e no Nordeste dos Estados Unidos, onde recebe o nome de Nor’Easter. Aqui no Atlântico Sul é mais comum em latitudes mais ao Sul do que vai se formar agora, comumente a Sudeste do Rio da Prata, na costa da Argentina ou no cinturão de baixas da Antártida. São estes ciclones que “sugam” ar muito frio e trazem queda de temperatura. Por isso, esfriará muito na quarta-feira.

Nor’easter no Nordeste dos Estados Unidos (NWS)

A MetSul Meteorologia alerta que esta ciclogênese explosiva trará chuva forte e volumosa para a faixa central do Rio Grande do Sul, inclusive Porto Alegre e região, e a Metade Norte gaúcha nesta terça. Será responsável ainda por temporais fortes a severos em Santa Catarina e no Paraná durante esta terça. O efeito maior, contudo, será um episódio significativo de vento no Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina.

O centro de baixa pressão que migra de Noroeste para Sudeste e estará sobre o Rio Grande do Sul nesta terça se transformará em ciclone extratropical sobre o Atlântico.

FALTA DE LUZ E DESTELHAMENTOS

Sob este cenário, a MetSul adverte para transtornos como falta de luz que pode afetar um alto número de consumidores e danos como destelhamentos e colapso de estruturas. As áreas de maior risco são o Sul, o litoral de Sul a Norte, e principalmente o Norte, a região da Lagoa dos Patos e entorno, o Leste da Serra e os Aparados. Nas demais regiões gaúchas ocorrerão rajadas, mas menos intensas. O vento cede da tarde para a noite de quarta-feira.

Os problemas de ventania, contudo, podem começar já nesta terça por corrente de jato em baixos níveis da atmosfera induzidas pela formação do ciclone com vento do quadrante Norte forte a intenso no Médio e Alto Uruguai, Serra, Aparados e Litoral Norte, e ainda em Santa Catarina e no Paraná. Mesmo São Paulo pode ter vento forte nesta terça, especialmente no Litoral em locais junto à Serra do Mar.

Fonte: MetSul Meteorologia

Advertisement