Chuva causa estragos em Cachoeira do Sul

Por 25 de janeiro de 2022

Árvore caiu na Rua Orlando da Cunha Carlos / Crédito: OCorreio / Reprodução

A chuva desta segunda-feira (24) à noite em Cachoeira do Sul amenizou a forte estiagem, mas provocou estragos. Árvores foram derrubadas pela força do vento, foi registrada queda de granizo e galpões e silos foram danificados, além da falta de energia elétrica na área central, bairros e também no interior.

Confira um levantamento inicial:

  • Ruas Orlando da Cunha Carlos, Alto do Amorim, em frente ao Hipódromo – queda de árvore – e Sete de Setembro – galhos na via
  • Entrada Barragem do Capané: 35 milímetros e granizo
  • Barro Vermelho: 17 milímetros
  • Mangueirinha Paraíso: 30 milímetros
  • Vila Trojahn: temporal localizado; prejuízos materiais; casa e galpão atingidos, chuva de 18 milímetros
  • Barragem do Capané: 50 milímetros; elevador de silo arrancado; danos no cano de descarga de silo e rosca superior
  • Cordilheira: 15 milímetros
  • Santa Bárbara: 45 milímetros
  • Bosque: 28 milímetros, com 25 minutos de granizo e vendaval
  • Porteira Sete: 40 milímetros
  • Vila Vargas: 50 milímetros
  • Proximidades do Cemitério de Boa Vista: 70 milímetros

Por causa da falta de energia elétrica, as unidades US1, ESF5, ESF7 e ESF2 não estão aplicando vacinas. O Departamento de Vigilância Sanitária também está sem energia elétrica. Por isso, o monitoramento não está operando.

No decorrer do dia, a Defesa Civil deve atualizar os prejuízos causados em Cachoeira do Sul.