Cerro Branco e Paraíso do Sul sediam eventos do Instituto Crescer Legal

Por 4 de maio de 2022

Crédito: Junio Nunes

O Instituto Crescer Legal apresentou nesta quarta-feira, os jovens aprendizes do Programa de Aprendizagem Profissional Rural em Cerro Branco e Paraíso do Sul. Os eventos reuniram autoridades, representantes de entidades, comunidade escolar, familiares e parceiros.

Em Cerro Branco, os 26 jovens aprendizes foram apresentados em evento realizado na parte da manhã, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Augusto Schultz. Esta já é a quarta turma no município. Em Paraíso do Sul, 20 jovens participam das atividades do curso voltado à gestão rural e ao empreendedorismo na EMEF Rodrigues Alves. O educador das turmas, André Skolaude, entregou simbolicamente o crachá do Instituto aos jovens, contratados via Lei da Aprendizagem.

Diferentemente dos jovens aprendizes das áreas urbanas, os jovens do Instituto Crescer Legal não realizam atividades nas empresas. Eles recebem salário proporcional a 20 horas semanais para participar do curso que tem como objetivo promover a autonomia, o olhar empreendedor e a reconhecer no campo, a partir de atividades teóricas e práticas no contraturno escolar, oportunidades e possibilidades para seu futuro.

Segundo o prefeito de Cerro Branco, Edson Lawall, muitos gostariam de ter a carteira assinada já aos 15 anos. “Vocês estão estudando e sendo remunerados e isso, sem dúvida, é uma motivação e também um aprendizado para administrar os recursos que recebem todos os meses. O principal objetivo do Instituto não é a renda, mas sim o aprendizado. Mas sabemos que este recurso é um fator motivador e agradecemos essa parceria que tem gerado ótimos resultados”, disse o prefeito de Cerro Branco.

As duas prefeituras, por meio das secretarias municipais de Educação, além da cedência do espaço físico nas escolas, também auxiliam com a alimentação e logística de transporte diário para viabilizar o atendimento dos adolescentes que acontece desde o início de março.


“Ficamos muito agradecidos e honrados com a presença do Instituto Crescer Legal em nosso município. É com satisfação que recebemos essa primeira turma e como é bonito ver esses jovens participando, recebendo esse aprendizado não só teórico, mas também prático. É uma oportunidade que certamente fará toda a diferença na vida desses jovens” – prefeito de Paraíso do Sul, Artur Ludwig


Iro Schünke, diretor presidente do Instituto Crescer Legal, lembrou a importância das parcerias e das associadas para o bom funcionamento dos programas. “Temos um objetivo em comum: desenvolver os jovens do campo. Aos pais, meus parabéns por proporcionarem que os filhos participem do programa. Aos jovens, meu recado para que aproveitem essa oportunidade com disciplina e com a certeza de que sim, vocês podem!”, destacou Schünke.

Aprendizes da turma de Cerro Branco

Aline da Rosa Machado

Ana Carolina Rediske

Cleison Cristiano Calisto

Diênifer Carolina Treichel

Djúli Tainá Muller

Émilly Cristhini Staffen Alves

Flaviéli Cristine Pothin da Silva

Gabriel Wagner Rodrigues

Helena Letícia Bredow

Hévellyn Letícia Hans

Jêison Francisco Pfeifer

Josias Kauã Pereira

Kévylyn Rodrigues Ramos

Leticia Graziele Preussler dos Santos

Luisa Thayná Gelsdorf

Lucas Lenhardt

Lutieli Milbradt

Maicon Mariano dos Santos

Mayara Taís Muller

Pedro Henrique Machado Schroeder

Sabrina dos Santos Bredow

Samira Alessandra Mello Gonçalves Rodrigues

Tauana Zimmermann de Bairros

Uéliton Muriel Zuge

Vitória Tainá de Oliveira

Vitória Zuge Bredow

 

Aprendizes da turma de Paraíso do Sul

Amelise Vitória Milbradt

Artur Gabriel Radiske Abich

Arthur Henrique da Silva

Camieli Suelem da Silva

Carol Carla Schuller

Clara Drescher Link

Eduardo Ivan Sanson

Érick Quadros Alves

Évelyn Esther Bundt

Iago Samuel Steyding

João Lucas Rodrigues Alves

Juliana Julia Abich

Luana Weise

Lutieli Soares de Menezes

Mariana Márcia Abich

Naiane Vitória Heidrich

Rafael Elias Muller

Samuel Soares

Taís Kesseler

Vitória Pereira Rodrigues

Jovens aprendizes de Cerro Branco / Crédito: Junio Nunes

Jovens aprendizes Paraíso do Sul / Crédito: Junio Nunes