Calçados Beira Rio participa de inaugurações de ateliês em Cachoeira, Cerro Branco e Paraíso do Sul

Por 17 de maio de 2022

Atualizada às 16h53min para adição e correção de informações

 

Crédito: Reprodução

 

A Calçados Beira Rio participa na quinta-feira (19), às 14h, da inauguração de ateliê de calçados em Cachoeira do Sul. O presidente da empresa, Roberto Argenta, cumprirá agenda regional e estará presencialmente na solenidade. No mesmo dia, o empresário também vai prestigiar a inauguração de outros dois ateliês, que assim como o de Cachoeira do Sul,  são empresas terceirizadas e que prestam serviços como costura, montagem e colagem para todo o setor calçadista e que têm entre seus clientes, a Calçados Beira Rio S.A,  em Cerro Branco, às 11h, e em Paraíso do Sul, às 16h30min.

Em Cerro Branco será inaugurado o Ateliê Davi Calçados Ltda. que irá gerar inicialmente 18 postos de trabalho. A empresa é prestadora de serviços de costura (acabamento em debrum para calçados com esse detalhe). Produz, atualmente, 1 mil pares/dia. Para 2022, projeta novas vagas, chegando ao total de 50 postos de trabalho e, aumento no volume de produção, atingindo 3 mil pares/dia, segundo informa o sócio-proprietário, Gian Nunes.

O Ateliê de Calçados Cachoeira Ltda. em Cachoeira do Sul tem inicialmente 51 postos de trabalho, prestando serviços de costura de cabedais de tênis. Atualmente, entrega 850 pares de tênis/dia. Para o segundo semestre, projeta incremento em postos de trabalho, abrindo de 35 a 40 novas vagas e, produção de mais 1,5 mil pares de tênis/dias, chegando ao final de 2022 com 2.350 mil pares de tênis/dia costurados, segundo informa o sócio-proprietário, Loivo Motta.

Em Paraíso do Sul, a Rafael Kipper Calçados conta inicialmente com 49 postos de trabalho. Empresa é prestadora de serviço de montagem de calçados. Nesse momento, produz 2,5 mil pares/dia. A partir do dia 1º de junho, a produção ampliará para 5 mil pares/dia, com isso, abrindo mais 27 postos de trabalho. Para 2022, a projeção até o final do ano é de expandir volume de produção, chegando a 7 mil pares/dia e mais 50 novos postos de trabalho, segundo informa o sócio-proprietário, Rafael Kipper.


“Acreditar no empreendedorismo que gera empregos dentro do Estado é atitude cada vez mais necessária para fomentar negócios e atrair riquezas aos gaúchos”, presidente da Calçados Beira Rio S.A., Roberto Argenta