Caixa conclui pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial

Por 30 de junho de 2021

Com crédito para nascidos em novembro e dezembro, Caixa conclui pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial / Foto: EBC

A Caixa Econômica Federal conclui nesta quarta-feira (30) o pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial. Trabalhadores informais nascidos em novembro e dezembro e inscritos no Bolsa Família com Número de Inscrição Social de final 0 receberão a parcela de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também é feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos nos mesmos meses. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

No caso do Bolsa Família, o dinheiro já pode ser sacado em caixas eletrônicos ou transferidos por meio do aplicativo Caixa Tem a uma conta bancária.

No último dia 15, a Caixa anunciou a antecipação do pagamento da terceira parcela. O calendário de depósitos, que começaria no último dia 20 e terminaria em 21 de julho, foi antecipado para o período de 18 a 30 de junho.

QUANDO SAI O PAGAMENTO DA QUARTA PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL?

A 4ª parcela do auxílio emergencial 2021 está prevista para começar a ser paga a partir do dia 19 de julho, primeiro para beneficiários que recebem o Bolsa Família. Em seguida deve ser liberado para o público em geral, a partir do dia 23 de julho, de acordo com o calendário de nascimento.

Também é neste mês de junho que a Caixa vai pagar a terceira parcela do benefício, primeiro para quem recebe o Bolsa Família, e depois para o público em geral. A data prevista de pagamento era para começar no dia 17 para beneficiários do Bolsa Família, e posteriormente chegar ao público em geral.

A CAIXA VAI ANTECIPAR A QUARTA PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL?

Até esta quarta-feira (30), não havia informações oficiais sobre uma possível antecipação da quarta parcela do auxílio emergencial. No entanto, ao anunciar recentemente a prorrogação do benefício até outubro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, falou sobre a possibilidade de adiantar a quarta e a quinta parcelas. Essa, inclusive, tem sido uma tendência da própria Caixa Econômica Federal, que adiantou o calendário da terceira parcela tanto no crédito em conta poupança digital quanto no pagamento em dinheiro.

COMO ESTÁ DEFINIDO HOJE O CALENDÁRIO DA QUARTA PARCELA?

Beneficiários do Bolsa Família recebem na seguinte ordem, levando em consideração o número final do NIS (Número de Identificação Social):

  • NIS com final 1: 19 de julho
  • NIS com final 2: 20 de julho
  • NIS com final 3: 21 de julho
  • NIS com final 4: 22 de julho
  • NIS com final 5: 23 de julho
  • NIS com final 6: 26 de julho
  • NIS com final 7: 27 de julho
  • NIS com final 8: 28 de julho
  • NIS com final 9: 29 de julho
  • NIS com final 0: 30 de julho

Calendário de liberação da 4ª parcela para público em geral:

  • Nascidos em janeiro: 23 de julho
  • Nascidos em fevereiro: 25 de julho
  • Nascidos em março: 28 de julho
  • Nascidos em abril: 1º de agosto
  • Nascidos em maio: 03 de agosto
  • Nascidos em junho: 05 de agosto
  • Nascidos em julho: 08 de agosto
  • Nascidos em agosto: 11 de agosto
  • Nascidos em setembro: 15 de agosto
  • Nascidos em outubro: 18 de agosto
  • Nascidos em novembro: 20 de agosto
  • Nascidos em dezembro: 22 de agosto

 

Calendário de saque da 4ª parcela para o público em geral:

  • Nascidos em janeiro: 13 de agosto
  • Nascidos em fevereiro: 17 de agosto
  • Nascidos em março: 19 de agosto
  • Nascidos em abril: 23 de agosto
  • Nascidos em maio: 25 de agosto
  • Nascidos em junho: 27 de agosto
  • Nascidos em julho: 30 de agosto
  • Nascidos em agosto: 1º de setembro
  • Nascidos em setembro: 03 de setembro
  • Nascidos em outubro: 06 de setembro
  • Nascidos em novembro: 08 de setembro
  • Nascidos em dezembro: 10 de setembro

 

Quantas parcelas do auxílio emergencial serão pagas em 2021?

Esta é uma grande discussão, porque o governo Federal vem sinalizando que vai pagar mais duas parcelas, além das quatro previstas para este ano. Só que como ainda não teve a confirmação da prorrogação do benefício, quem recebe o auxílio emergencial pode contar com quatro parcelas do benefício que começaram a serem pagas em abril e devem ir até julho.

Quem tem direito à quarta parcela do auxílio emergencial?

Só tem direito ao auxílio emergencial este ano o beneficiário que recebeu no ano de 2020, isso porque o Governo Federal usa a mesma base de dados do ano passado. Em resumo, podem receber trabalhadores informais inscritos no CadÚnico e beneficiários do Bolsa Família. Além disso também precisa ter 18 anos, com exceção de mães adolescentes e não receber nenhum benefício previdenciário.

Também precisa ter tido rendimento abaixo de R$ 28.559,70 em todo ano de 2019. O beneficiário não pode ter patrimônio superior a R$ 300 mil. Ficam excluídos também quem tenha CPF vinculado à pensão por morte, seja estagiário, residente médico ou multiprofissional ou ainda receba bolsas de estudo dos governos municipal, estadual ou federal.