6 C
Cachoeira do Sul
segunda-feira, 21 setembro, 2020 - 04:08
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Na contramão do RS e Brasil, Cachoeira segue com mais demissões

Mais uma vez, Cachoeira do Sul voltou a ter saldo negativo dentro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado na tarde desta sexta-feira (21), pelo Ministério da Economia. Depois de quatro meses no vermelho, houve a abertura líquida de 131.010 empregos com carteira assinada em julho (mês mais atual do levantamento) no Brasil. Em termos estaduais, o saldo também foi positivo: 59.105 admissões e 57.854 desligamentos. Ou seja, houve a criação de 1.251 postos de trabalho. Apesar do retrospecto positivo em níveis de Estado e nacional, Cachoeira do Sul segue com desempenho negativo, tendo mais demissões do que contratações. Em julho, nove postos de trabalho formais foram extintos (232 admissões e 241 demissões). Em 2020, 494 vagas foram perdidas na diferença: foram 1.688 contratações e 2.182 desligamentos no período.

O resultado vem na sequência do fechamento do pior primeiro semestre na atual gestão do prefeito Sérgio Ghignatti, com a extinção de 476 postos de trabalho nos seis meses. Foram 1.928 demissões no período.

Foto: EBC
Advertisement