14.6 C
Cachoeira do Sul
quarta-feira, 23 setembro, 2020 - 10:52
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Cachoeirense é a patrona da Semana Farroupilha 2020

Alessandra Carvalho da Motta: cachoeirense com vasto currículo artístico e cultural foi escolhida a patrona da Semana Farroupilha 2020 / Foto: Divulgação

A cachoeirense Alessandra Carvalho da Motta é a patrona da Semana Farroupilha 2020. A escolha foi feita nesta terça-feira (9) pela Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas, presidida pelo cantor nativista César Oliveira.

No encontro, também foi escolhido o tema dos festejos: “Gaúchos sem Fronteiras”, para homenagear os desgarrados que decidiram viver em outros estados e países.

Ex-primeira prenda do RS, Alessandra é natural de Cachoeira do Sul. Servidora de carreira do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, ela tem no currículo mais de duas décadas de atividades como artista, coreógrafa, bailarina, professora, avaliadora, palestrante, apresentadora e pesquisadora.

Foi advogada, formada pela PUC/RS em 1983, sendo especialista em Direito Penal pela UFRGS. No Movimento Tradicionalista Gaúcho-MTG, foi 1ª Prenda da Ronda Estudantil de Cachoeira do Sul, 1983, 1ª Prenda do Colégio Barão do Rio Branco, 1984, 1º Prenda do Sesquicentenário da Revolução Farroupilha de Cachoeira do Sul, 1985, 1ª Prenda do CTG José Bonifácio Gomes, 1ª Prenda da 5ª RT gestão 85/86, 1ª Prenda do Rio Grande do Sul gestão 86/87 e Conselheira do MTG em 1987 e 1988, na gestão de Zeno Dias Chaves.

Fez parte da comissão de que apresentou a proposição para a criação do Departamento Jovem do MTG em 1987. Juntamente com Rosângela Antoniazzi de Morais, foi Diretora Cultural da 1ª Região Tradicionalista em 2014, Conselheira de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, titular, gestão 2015/2017 e suplente na atual gestão, até 2020.

CHAMA CRIOULA TRANSFERIDA

Mesmo com a escolha do tema e da patrona, a realização da Semana Farroupilha 2020 é tida como incerta em quase todos os municípios gaúchos em razão da pandemia. Somente Bento Gonçalves e Canela confirmaram os festejos neste ano.

O tradicional acendimento oficial da chama crioula foi transferido para o ano que vem, em Canguçu.

Advertisement