CACHOEIRA MOSTRA EVOLUÇÃO EM GERAÇÃO DE EMPREGO

Por 1 de julho de 2021

Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Economia. Segundo os dados de Cachoeira do Sul, foram gerados 304 novos postos de trabalho com carteira assinada em maio – mês mais atualizado do levantamento. Foram 693 admissões e 389 desligamentos no período. Já em relação ao ano, Cachoeira registra 2.600 contratações e 1.706 demissões. Ou seja, um saldo positivo de 894 postos de trabalho gerados de janeiro a maio.

Na comparação com o mesmo período de 2020, houve crescimento em todos os meses, incluindo aqueles antes da pandemia ter início. Em janeiro de 2021, Cachoeira do Sul registrou saldo de 76 postos criados. No primeiro mês do ano passado, o saldo foi negativo com 35 vagas extintas. Já em fevereiro de 2021, 192 postos de trabalho gerados. Em 2020, fevereiro teve 32. Em março desse ano, 243 vagas criadas. No terceiro mês do ano passado, o saldo foi negativo em um posto perdido. No quarto mês de 2021, 79 postos de trabalhos foram criados. Em abril de 2020, 366 extintos. E enquanto o mês passado registrou 304 vagas novas, maio de 2020 teve a perda de 24 postos com carteira assinada. Assim, no geral, 2021 contabilizou 894 novos postos de trabalho de janeiro a maio, enquanto que o mesmo período de 2020 registrou a extinção de 394 vagas.

RS E BRASIL

Já no Rio Grande do Sul, de acordo com o Caged, foram 82.134 postos criados nos cinco primeiros meses do ano, sendo 7.458 apenas em maio.

O mercado de trabalho formal brasileiro registrou um saldo positivo 280.666 carteiras assinadas em maio, conforme a apuração do Ministério da Economia. No ano, o saldo é positivo em 1.233.372 vagas geradas.