19 C
Cachoeira do Sul
sexta-feira, 16 abril, 2021 - 22:45
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Cachoeira do Sul: levantamento explica razões da bandeira preta

Crédito: Divulgação

Na versão preliminar do Distanciamento Controlado desta semana, a região de Cachoeira do Sul obteve a mensuração final compatível à bandeira preta.

Quanto aos seus quatro indicadores regionais, Cachoeira do Sul obteve as seguintes bandeiras: no indicador de incidência (número de hospitalizações por Covid-19 para cada 100 mil habitantes) a bandeira foi Preta; no de projeção de óbitos a bandeira obtida foi preta; quanto à velocidade de avanço (hospitalizações confirmadas nos últimos 7 dias / hospitalizações confirmadas nos 7 dias anteriores) a bandeira foi Preta; e com relação ao estágio da evolução na região (ativos/recuperados) a bandeira foi laranja.

O número de novos registros de hospitalizações por Covid-19, nos últimos 7 dias, comparado com a semana anterior, apresentou um aumento de 566.7%, passando de 3 para 20. Quanto ao número de óbitos, nos últimos 7 dias, comparado com a semana anterior, tivemos um aumento de 50%, passando de 2 para 3.

O total de internados em UTI por SRAG, comparado com a semana anterior, apresentou um aumento de 11.1%, passando de 9 para 10. No caso do número de internados em leitos clínicos para Covid-19, entre as duas semanas verifica-se um aumento de 75.0%, passando de 12 para 21.

Para o número de internados em UTI confirmadas para Covid-19, a situação foi de um aumento de 25.0%, passando de 8 para 10.

O número de casos ativos observados na penúltima semana, comparado à anterior, tivemos um aumento de 23.3%, passando de 305 para 376. Quanto aos casos recuperados nos 50 dias prévios à penúltima semana, comparado à anterior, tivemos uma queda de 7.1%, passando de 1.008 para 936. Com isso a razão entre as duas variáveis teve um aumento de 32.8%, passando de 0.3 para 0.4. Com relação ao número de leitos de UTI livres para atender Covid-19 no último dia, o quantitativo apresentou uma queda de 50.0%, passando de 2 para 1.

Destaca-se que a quantidade de novas hospitalizações em proporção da população é considerada bastante elevada, refletindo na bandeira preta para o indicador de incidência na região.

DC43 tabela bandeira final

BANDEIRA PRETA

Na 43ª rodada do Distanciamento Controlado 21 das 21 regiões Covid obtiveram grau de risco compatível com a bandeira Preta. Destas 21 regiões, 10 apresentaram elevação do nível de risco, passando para a bandeira preta.

As regiões Covid de Santa Maria e Uruguaiana, da macrorregião Centro-Oeste; Guaíba, da macrorregião Metropolitana; Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, da macrorregião Missioneira; Pelotas, Bagé, da macrorregião Sul; Cachoeira do Sul, da macrorregião Vales, apresentaram elevação do nível de risco, passando para a bandeira preta.

As regiões Covid de Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas e Porto Alegre, da macrorregião Metropolitana; Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo, da macrorregião Norte; Caxias do Sul, da macrorregião Serra; Santa Cruz do Sul, Lajeado, da macrorregião Vales, apresentaram estabilidade do nível de risco, mantendo a bandeira Preta.

Piora

Nesta rodada do Distanciamento Controlado, três regiões situaram-se em grau de risco máximo, de bandeira preta, sendo elas: Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado.

Os registros de hospitalizações confirmadas para Covid-19 registradas nos últimos sete dias um aumento de 403.6%, passando de 56 para 282 na macrorregião (somando as seis regiões Covid).

Com relação à quantidade de pacientes internados com SRAG, um aumento de 61.6%, passando de 73 para 118. No caso de leitos clínicos, o número de pacientes internados teve um aumento de 119.8%, passando de 96 para 211. E com relação aos internados por Covid-19 em leitos de UTI, houve um aumento de 77.2%, passando de 57 para 101.

O indicador relacionado a capacidade de atendimento piorou, com isso manteve-se na bandeira preta. O percentual de leitos de UTI livres, em comparação com pacientes confirmados para Covid-19 ocupando esses leitos apresentou uma queda, passando de 0.19 para -0.38. No comparativo do número de leitos livres de UTI no último dia para atender Covid-19 entre as duas quintas-feiras, verifica-se uma queda, passando de 11 para -38. Com isso, manteve-se na bandeira preta.

Portanto, com as variações nos números de internados e na velocidade do avanço da doença, os indicadores macrorregionais que mensuram número de pacientes internados em UTI (por SRAG ou Covid-19) obtiveram bandeiras Preta e Preta, respectivamente. O indicador de internados em leitos clínicos (Covid-19) obteve uma bandeira Preta. Os indicadores de capacidade de atendimento e de mudança na capacidade de atendimento, mensuradas pela macrorregião, obtiveram bandeira preta e preta, respectivamente.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região