Bombeiros seguem desaparecidos após incêndio no prédio da SSP

Por 15 de julho de 2021

Dois bombeiros que trabalhavam no combate às chamas no prédio da Secretaria da Segurança Pública (SSP) que incendiou na noite desta quarta-feira (14), em Porto Alegre, permanecem desaparecidos. Identificados como o tenente Deroci de Almeida da Costa e o sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, ambos tinham décadas de trabalho no Corpo de Bombeiros.

O sargento Munhós, inclusive, estava de folga nesta quarta-feira quando decidiu se engajar na ocorrência para tentar ajudar a salvar o prédio. Ele está na corporação desde 1990 e, atualmente, trabalha na Divisão de Logística e Patrimônio do Corpo de Bombeiros, junto ao Comando-Geral. Mesmo com tempo de serviço para estar aposentado, segue na ativa. Recebeu a medalha de ouro de serviços prestados em 2020, pelo comando dos Bombeiros, por sua trajetória na corporação.

O tenente Almeida atuava na noite desta quarta-feira como o oficial de serviço, responsável por despachar viaturas para o combate ao incêndio na Capital. Casado e pai de dois filhos, o bombeiro está na corporação desde dezembro de 1998.

AS BUSCAS

Equipes de diferentes instituições da Segurança Pública gaúcha estão engajadas nas buscas. Policiais civis e militares e bombeiros de toda a Região Metropolitana atuam entre os escombros do prédio, que foi totalmente consumido pelo fogo. Uma equipe especializada em buscas com uso de cães farejadores do Corpo de Bombeiros de Santa Maria, que atuou na tragédia de Brumadinho, também está mobilizada.

Corpo de Bombeiros está mobilizado no combate às chamas e busca aos desaparecidos desde a noite desta quarta-feira / Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini