Bebedeira, arruaça e rachas: moradores da Rua Martinho Lutero pedem socorro

Por 24 de abril de 2022

Crédito: Reprodução

Os moradores da Rua Martinho Lutero no Bairro Universitário estão vivendo uma espécie de filme de terror aos fins-de-semana com as constantes bebedeiras, arruaças e rachas de motocicleta que estão tirando o sossego e a tranquilidade de quem reside no local e nos arredores.

Um dos residentes – que prefere não se identificar – já realizou denúncia junto ao Ministério Público para a tomada de providências visando coibir a algazarra.

Crédito: Reprodução


“Não estamos mais conseguindo suportar a baderna realizada aqui na Rua Martinho Lutero. A bebedeira é grande. Os gritos vão até altas horas da noite e os rachas de moto (com o cano aberto) não deixam mais ninguém dormir. Aqui tem crianças autistas que sofrem com isso, pessoas idosas e enfermas que precisam do sossego. Não dá mais, algo precisa ser feito” – morador


Abaixo-assinado

Também foi feito com abaixo-assinado, que contém cerca de 200 assinaturas, solicitando a remoção do estacionamento de veículos no local nos fins-de-semana. “Esta cada vez pior a situação, insuportável. Lembro que durante a pandemia quando foi retirado o estacionamento do local a situação melhorou um pouco. Mas a grande maioria dos moradores não aguentam mais a baderna realizada por aqui”, relatou o morador.

Crédito: Reprodução

Flagrante

Uma câmera de segurança instalada em uma residência flagrou o exato momento em que uma dupla empina uma motocicleta no local, que além da perturbação, oferece risco de acidente.