28.5 C
Cachoeira do Sul
domingo, 28 fevereiro, 2021 - 12:21
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Assassino do próprio pai, Gabrielzinho é preso

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (25) o homem suspeito de desferido as facadas que mataram o próprio pai, ex-vereador Marcelo Fabiano Moraes de Oliveira, o Marcelo do Noêmia, de 49 anos. Gabriel Maciel de Oliveira, o Gabrielzinho, 28 anos, foi capturado antes do meio-dia por violência doméstica com base na Lei Maria da Penha e ainda por coação de testemunhas.

Em entrevista, o delegado José Antônio Taschetto Mota relatou que Gabrielzinho ameaçou mãe e namorada, testemunhas do crime. Marcelo foi esfaqueado na madrugada de domingo (21) na casa onde residia, na Rua Diamantino Carvalho da Fonseca, no Bairro Marina.

Segundo Mota, na madrugada de domingo Gabrielzinho esteve na casa de Marcelo para exigir dinheiro do pai para comprar droga. A mãe do rapaz, que mora em outra cidade, estaria de visita no local. Após ameaçar os pais e receber R$ 50,00, o rapaz foi até um ponto de tráfico no Beco dos Trilhos, mas retornou até a casa do pai para pedir mais dinheiro. No local, houve discussão e Marcelo teria tentado acalmar o filho, momento em que foi esfaqueado.

Inicialmente, a versão de legítima defesa alegada por Gabrielzinho foi confirmada pela namorada dele. No entanto, após a prisão do suspeito, ela afirma que não houve agressão por parte de Marcelo, o que deve levar Gabrielzinho a responder pelo crime de homicídio qualificado, que tem pena que varia de 12 a 30 anos de reclusão em caso de condenação.

Ainda nesta quinta-feira, o delegado Mota deve encaminhar à Justiça uma representação pela prisão preventiva de Gabrielzinho no âmbito do inquérito de homicídio praticado por ele contra seu pai. Segundo Mota, a própria namorada desmentiu a versão de Gabrielzinho de que ele teria ferido o pai a faca após ter sido agredido. “Ele tentou enganar a Polícia com a alegação de ter sido ferido”, declarou o delegado Mota à TV Cachoeira.

PRESO A POUCOS METROS DA CASA DA NAMORADA

De acordo com o delegado Ricardo Milesi, que lavrou a prisão em flagrante por violência doméstica, Gabrielzinho foi preso na Rua Henrique Müller, no Bairro Tupinambá, a poucos metros da casa da namorada. Milesi revela que, assim que soube das lesões provocadas por Gabrielzinho em seu pai, a jovem quis romper o relacionamento com o acusado. Por não aceitar o término do namoro, Gabrielzinho passou então a agredir e ameaçar a jovem, situação que chegou ao conhecimento da Polícia Civil nesta quinta-feira.

Os problemas de Gabrielzinho com o uso desenfreado de drogas eram de conhecimento público em Cachoeira do Sul. Suas atitudes descontroladas também chamavam a atenção. Há quase 10 anos, ele quase atropelou pessoas que estavam num ponto de gasolina às margens da Avenida Marcelo Gama.

Ele foi recolhido nesta quinta-feira ao Presídio Estadual de Cachoeira do Sul.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região