20.5 C
Cachoeira do Sul
quinta-feira, 28 janeiro, 2021 - 03:05
Cachoeira do Sul e Região em tempo real
  • Inicio
  • DESTAQUES
  • Alto do Amorim, uma comunidade entre o abandono e a esperança

Alto do Amorim, uma comunidade entre o abandono e a esperança

 

O que era para ser uma escola, está em completo abandono. Fotos: Dvulgação

A comunidade do Alto do Amorim constituída por cinco bairros ( Mauá, Vila Nova, Parque Primavera, Augusta e Xangrilá) vive uma situação inusitada. Além de ruas sem pavimentação, iluminação precária, alagamentos e toda gama de problemas comuns em quase todas as comunidades de Cachoeira do Sul, existe uma área, que antes era encontro de famílias e chamava atenção pelo esporte, que está abandonada. Trata-se do espaço existente ao redor da antiga pista de kart, onde nas proximidades deveria ser construída uma escola infantil, mas tudo está entregue aos vândalos e ao matagal. Mesmo assim, existe esperança de dias melhores se for colocado em prática projetos sociais e de saneamento para as famílias.

Curiosamente, toda essa área está ao lado de um complexo esportivo, exemplo para a cidade, que é o projeto Criança no Esporte, do Botafogo FC. No entanto, se de um lado tudo vai bem, do outro tudo vai mal. As constantes invasões e o abandono colocam em risco uma comunidade que cobra sistematicamente atenção do poder público.

Grandes competições de kart foram realizadas na pista do kartódromo de Cachoeira do Sul. Era modelo e atraia um público desportista entusiasmado. Sem competição e sem mais a atuação marcante da Associação Cachoeirense de Automobilismo (ACA), o quadro é desolador.

A região onde estão os bairros Primavera e Vila Nova, por exemplo, cresce a cada dia com o surgimento de novas moradias, mas falta infraestrutura em todo o lugar. A área do kartódromo contrasta com o grande número de famílias que buscam no Alto do Amorim um espaço melhor para viver. O Alto do Amorim é uma área nobre e pode se expandir cada vez mais.

ATENÇÃO

As famílias do Alto do Amorim esperam há quase oito anos um novo posto de saúde. Escombros do que poderia ser uma Estratégia de Saúde da Família (ESF) estão entregues ao mato e à sujeira. Uma escola infantil foi projetada. A obra iniciou o que restou dela foi levada pelos vândalos

Ruas sem calçamento são um transtorno para os moradores. Os que residem na Rua Laurindo Machado, principal entrada para o Bairro Vila Nova, colocaram placas nos postes cobrando pavimentação prometida em campanha política.

A região dá acesso à Volta da Charqueada, é constituída de empresas e onde está localizado o Hipódromo do Amorim. A principal via do Alto do Amorim , a Rua Orlando da Cunha Carlos, possui uma pavimentação toda irregular. Trafegar pela rua exige atenção dos motoristas para desviar dos buracos no calçamento e, uma área em frente ao Hipódromo, a cada chuva forma um açude. Não há escoamento para a água.

IMPORTANTE

O Alto do Amorim possui associações de bairros, que cobram da Prefeitura mais atenção. O Governo Ghignatti conhece muito bem a região e poderia fazer mais para as famílias como do Bairro Xangrilá, que enfrentam ruas esburacadas todos os dias.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região