Águas do Jacuí sobem e Defesa Civil fica em alerta em Cachoeira

Por 10 de setembro de 2021

Enchente no Rio Jacuí acende alerta para possibilidade de remoção de famílias ribeirinhas / Fotos: Defesa Civil de Cachoeira do Sul/Divulgação 

 

A Defesa Civil de Cachoeira do Sul está de prontidão nesta sexta-feira (10) para dar início à operação de retirada das famílias ribeirinhas do Bairro Cristo Rei e do Passo do Seringa, em Cachoeira do Sul. Com as chuvas dos últimos dias, o Rio Jacuí vem subindo rapidamente, o que coloca as autoridades em alerta.

Na manhã desta sexta-feira, às 7h, o nível do Rio Jacuí estava em 20,93 metros e subindo 6 centímetros por hora. A previsão é que ao chegar em 22 metros as primeiras casas sejam atingidas.

Conforme o coordenador da Defesa Civil, Edson das Neves Júnior, o monitoramento das águas está sendo feito permanentemente pela equipe, que já se organiza para uma remoção preventiva das famílias. O 3º Batalhão de Engenharia de Combate (3º BEComb) já está de prontidão para auxiliar a operação de retirada das famílias.

A Secretaria Municipal de Inclusão Social (antiga Stas) e a Secretaria Municipal da Saúde também já se preparam para prestar atendimento às famílias. Desde março de 2020, quando teve início a pandemia da Covid-19, esta é a primeira vez que famílias precisam ser retiradas devido à enchente. Em razão disso, novos protocolos precisarão ser adotados para garantir a segurança dos abrigados contra a doença causada pelo novo coronavírus.

A estrada que dá acesso ao Balneário Seringa já está bloqueada pelas águas. Já a estrada do Balneário São Lourenço deve ser atingida em breve com um aumento do nível em cerca de meio metro. Pelo menos por enquanto, a balsa que faz a travessia de veículos na localidade pelo Rio Jacuí permanecia em operação até o final da manhã desta sexta-feira.

Balsa do São Lourenço ainda permanecia em operação na manhã desta sexta-feira

Com a cheia do Rio Jacuí, Praia Nova ficou submersa