22.4 C
Cachoeira do Sul
sexta-feira, 30 outubro, 2020 - 16:10
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Acusados de assassinar motorista da TNSG vão a júri

Segundo o MP, Alessandra planejou e Zé Oreia executou motorista com um tiro / Fotos: Arquivo

Está marcado para o dia 12 de março (terça-feira), no Fórum de Cachoeira do Sul, o júri popular de dois acusados pelo assassinato do motorista Julio Cezar Carvalho, o Negão, crime ocorrido em 2016. Negão conduzia um ônibus da empresa Transporte Nossa Senhora das Graças que fazia a linha Passo do Moura quando levou um tiro na cabeça efetuado por um passageiro, logo nas primeiras horas da manhã do dia 13 de março, em frente ao CTG Estância do Chimarrão.

O júri acontece na véspera do crime completar três anos. Vão para o banco dos réus a cobradora Alessandra Trindade Pereira, 34 anos completados nesta quarta-feira (27), e Luiz Natanael Nunes Paz, o Zé Oreira, também com 34 anos.

A acusação feita pelo Ministério Público com base em conclusões da Polícia Civil aponta que Zé Oreia agiu a mando de Alessandra, ex-companheira de Negão. Segundo as investigações, na época do crime, a mulher recém havia se separado da vítima e, de acordo com o MP, planejou o crime para ficar com a casa e também veículos do casal.

Dias após o assassinato de Negão, Alessandra chegou a ser presa preventivamente, mas obteve liberdade. Zé Oreia, que possui antecedentes por outros crimes, encontra-se recolhido na Penitenciária Estadual de Venâncio Aires.

Ambos os réus negaram o crime durante a instrução do processo. Se condenados por homicídio qualificado, Alessandra e Zé Oreia podem pegar de 12 a 30 anos de reclusão.

Carvalho tinha 35 anos quando foi morto a tiro
Advertisement
Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região