22ª Fenarroz é aberta com sentimento de “retomada” e “superação”

Por 16 de junho de 2022

Abertura oficial da feira contou com a presença de autoridades políticas e lideranças setoriais de todo o RS – Foto: Patrícia Miranda – PMCS – Divulgação

 

A 22ª Fenarroz foi aberta oficialmente nesta quinta-feira (16) com a presença de autoridades políticas de todo o Rio Grande do Sul. A principal feira de Cachoeira do Sul tem programação até domingo (19) no Parque de Exposições Dr. Ivan Tavares com novidades tecnológicas para a lavoura de arroz e também demais culturas e sistemas produtivos.

Com palavras como “retomada” e “superação” compondo seu discurso, o governador do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior, falou da pujança e da contribuição do setor arrozeiro para economia do Rio Grande do Sul.  “O Rio Grande do Sul é responsável por cerca de 70% da produção de arroz no Brasil, uma cadeia produtiva que gera emprego para cerca de 50 mil gaúchos e gaúchas. Essa festa expressa a importância do setor. Além do mais, a feira não ocorria de forma 100% presencial desde 2018; então há um sentimento de retomada e até mesmo de superação”, disse o governador.

Ranolfo também evidenciou os investimentos realizados em Cachoeira do Sul por meio do programa Avançar, que está destinando recursos para todas as regiões do Estado e já chegou ao R$ 6,4 bilhões anunciados. “Estamos investindo R$ 25 milhões na ERS 403, ligação de Cachoeira do Sul e Rio Pardo. Temos também um aporte de dois milhões para a qualificação do Hospital de Caridade, entre outras ações. Ao todo, são cerca de R$ 40 milhões que estão sendo investidos na cidade”, disse.

Segundo ele, a licitação da obra para aumentar a capacidade do Presídio Estadual de Cachoeira do Sul deve acontecer no segundo semestre deste ano. Este era um dos pedidos que já tinha sido feito pelo prefeito José Otávio em nome do presidente da Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul, Nelson Azevedo. Após a solenidade de abertura, Ranolfo visitou estandes, conversou com expositores e ainda conheceu o espaço dedicado ao Memorial Nacional do Arroz, onde estão expostos equipamentos e máquinas antigas utilizadas no cultivo do arroz.

A feira também dedica sua programação a outras culturas como soja, trigo, milho e noz pecã – características da região. “É uma feira que apresenta o que há de mais moderno em todo o processo, desde o preparo da terra, o plantio, até a colheita, o transporte e a geração de negócios. É um evento para fomentar a economia da região”, afirmou o presidente da Fenarroz, Francisco de Paula Vargas Júnior.

BADESUL

Ao final de seu pronunciamento, o prefeito de Cachoeira do Sul, José Otávio Germano, chamou o vice-presidente do Badesul, Kalil Sehbe Neto, para que ao lado do governador, fosse assinado oficialmente o financiamento de R$  12.465.348,27  para execução de obras de qualificação viária em mais de 20 ruas de Cachoeira do Sul. O financiamento terá um prazo total de 258 e 18 meses de carência para início do pagamento.

Outra boa notícia trazida pelo senador Luis Carlos Heinze foi a confirmação da liberação de R$ 3,5 milhões para a UFSM/Cachoeira, recurso muito esperado pela universidade para desenvolvimento de suas atividades. Heinze também reforçou os prazos para a obra da Ponte do Fandango, com projeto pronto para licitação até o mês de agosto e início da obra ainda em 2022.

Também participaram da solenidade, entre outras autoridades, os deputados estaduais Zilá Breitenbach e Airton Lima, o senador Lasier Martins e os deputados federais Pompeo de Mattos e Afonso Hamm,  entre outras lideranças setoriais do agronegócio.

 

SAIBA MAIS:

Ruas já confirmadas no financiamento assinado entre Prefeitura de Cachoeira do Sul e Badesul

ASFALTO

– Ruas Tiradentes e Ferminiano Pereira Soares, trecho entre as ruas José Marcelino de Carvalho e Moron. Área: 7.195,89 m²

– Rua José Marcelino de Carvalho, trecho entre as ruas Ferminiano Pereira Soares e Conde de Porto Alegre. Área: 1.680,29 m²

– Rua Conde de Porto Alegre, trecho entre o início da rua (lado leste) até a rua Moron. Área: 13.659,70 m²

– Rua Moron, trecho entre a rua Conde de Porto Alegre até o acesso à Pradozem. Área: 3.327,34 m²

 

BLOCOS DE CONCRETO

– Rua Dr. Liberato Salzano Vieira da Cunha, trecho entre as ruas Conde de Porto Alegre e Tiradentes Área: 1.793,51 m²

– Ruas São Tiago e Santo Antônio – bairro Cristo Rei, trechos – Rua São Tiago: entre a rua Santo Antônio e pavimentação existe (lado oeste); – Rua Santo Antônio: entre a rua São Felipe e pavimentação existente (lado norte). Área: 880,74 m²

– Rua São Felipe – bairro Cristo Rei, trecho entre a rua Esperanto até 66,00m após a rua Santo Antônio. Área: 1.178,88 m²

 

Colaborou Cacau Moraes