15.8 C
Cachoeira do Sul
sexta-feira, 7 agosto, 2020 - 00:14
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Em ano de Covid, diárias da Câmara caem de R$ 45 mil para R$ 10 mil

Crédito: Câmara

O último ano da atual legislatura da Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul será lembrado por dois marcos históricos. Um deles é a passagem do aniversário de dois séculos do Município. E justamente no mesmo ano das comemorações pelos 200 anos de Cachoeira, o mundo enfrenta a pandemia do novo Coronavírus. As medidas de enfrentamento contra a Covid-19 tiveram impacto na rotina dos cachoeirenses e consequências diretas nas atividades legislativas, incluindo o consumo de diárias.

Um levantamento da reportagem do Portal OCorreio comparou os períodos entre 2019 e 2020. Entre 1º de janeiro e 5 de julho de 2019, o consumo de diárias na Câmara de Vereadores foi de R$ 45.808,00 desembolsados. No mesmo período de 2020, a cifra caiu para R$ 10.621,50. Ou seja, uma redução de R$ 35.186,50 (76,8%).

Capacitação e projetos para Cachoeira

Cursos de capacitação e reuniões com debate para aplicação de projetos em Cachoeira do Sul foram as principais justificativas no consumo de diárias em 2020, antes dos efeitos da pandemia. O vereador Marcelo Figueiró foi o parlamentar com maior valor (R$ 1.091,25). Em três oportunidades distintas, o parlamentar participou de curso sobre vedações em ano eleitoral, em Porto Alegre (janeiro), visita e reuniões, em Pelotas, sobre tratamento específico para autismo e instalação de instituição semelhante em Cachoeira do Sul (fevereiro) e reuniões, em Porto Alegre, sobre Meio Ambiente, causa animal e transporte escolar (março).

Os vereadores Jeremias Madeira e Itamar Luz consumiram R$ 848,75 no ano, em função de cursos em Porto Alegre (fevereiro e março). Já o vereador Carlos Alberto, recebeu R$ 121,25 para acompanhar a posse da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (fevereiro). O atual presidente da Câmara, Nelson Azevedo, utilizou R$ 218,25 para representar Cachoeira do Sul em dois eventos realizados em fevereiro: além da posse na Assembleia, Azevedo participou do lançamento da 20ª edição da Expoagro Afubra (feira que acabou sendo cancelada por causa da pandemia).

Crédito: Câmara

Castelo

No primeiro ano de mandato (2017), Noeli Castelo liderou o consumo de diárias (R$ 6,5 mil). No ano seguinte, R$ 9,5 mil. Em 2019, R$ 3,4 mil. No mesmo ano, em junho, Castelo enfrentou sessão que poderia ter resultado na cassação de seu mandato em função de apurações sobre diárias. Em 2020, o vereador não tem registros de diárias consumidas.

Advertisement