6.2 C
Cachoeira do Sul
quinta-feira, 9 julho, 2020 - 23:45
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Pandemia: Cachoeira perdeu 349 postos de trabalho em abril

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério da Economia, Cachoeira do Sul registrou 1.331 demissões nos quatro primeiros meses do ano. No mesmo período, o Município contabilizou 987 contratações. Ou seja, um saldo negativo de 344 postos de trabalho que foram perdidos entre janeiro e abril.

A pandemia de Coronavírus tem relação direta com o retrospecto local: 341 foram perdidos exatamente entre março e abril, mesmo período das medidas de enfrentamento contra a doença. Entre janeiro e fevereiro, Cachoeira do Sul assinalou 559 contratações e 563 demissões, em um saldo negativo de três postos de trabalho. Já nos dois meses seguintes, fechando o primeiro quadrimestre de 2020, o Município registrou 428 contratações e 769 desligamentos, resultando no saldo negativo de 341 vagas perdidas.

Em janeiro, o saldo foi negativo em 38 postos de trabalho (249 contratações e 287 desligamentos). No mês seguinte, Cachoeira registrou retomada na geração de empregos, com um saldo positivo de 38 postos (310 admissões e 275 demissões). Já em março, as 328 contratações e as 320 demissões tiveram mais um saldo positivo de oito postos. No entanto, em abril, Cachoeira do Sul teve o pior mês: 449 desligamentos e 100 contratações, ou seja, 349 postos de trabalho extintos na pandemia de COVID-19 no Município em um único mês.

RS e Brasil

O Brasil fechou 1,1 milhão de vagas com carteira assinada em março e abril. O saldo é resultado de 598.596 contratações e 1.459.099 demissões no período. Já o Estado, no mesmo período, perdeu 89,1 mil postos de trabalho.

Advertisement