20.7 C
Cachoeira do Sul
terça-feira, 4 agosto, 2020 - 14:00
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Produções brasileiras estão na final dos Platino Xcaret

Foto: Divulgação

A sétima edição do Prêmios Platino Xcaret contará com representação brasileira. A entrega estava marcada para maio, mas foi adiada em razão da pandemia de Coronavírus.

Os finalistas foram divulgados nesta quarta-feira (18). As produções brasileiras “A Vida invisível”, de Karin Aïnouz (três indicações), “Democracia em Vertigem”, de Petra Costa, indicada em Melhor Documentário e “A Cidade dos Piratas”, do gaúcho Otto Guerra, finalista em Melhor Animação, estão entre os indicados. A votação foi realizada de forma on-line por um júri internacional integrado por 112 votantes.

Indicações

“Dor e Glória”, “A trincheira infinita”, “A Vida Invisível” e “Monos” competem pelo prêmio de Melhor Filme de Ficção. Garaño, Arregi e Goenaga e Pedro Almodóvar são finalistas na categoria de Melhor Direção, ao lado de Alejandro Amenábar por “Mientras dure la guerra” e Juan José Campanella por “El Cuento de las Comadrejas”, bem como na de Melhor Roteiro com “A Vida Invisível” e “Mientras dure la guerra”.

Antonio Banderas por “Dor e Glória”, Antonio de la Torre por “A Trincheira Infinita”, Karra Elejalde por “Mientras Dure la Guerra” e Ricardo Darín por “A Odisséia dos Tontos” foram os indicados na categoria de Melhor Interpretação Masculina, enquanto na Melhor Intepretação Feminina as indicadas foram Belén Cuesta por “A Trincheira Infinita”, Carol Duarte por “A Vida Invisível”, Graciela Borges por “El Cuento de las Comadrejas” e Ilse Salas por “Las Niñas Bien”.

Os documentários finalistas são “Ara Malikian, una vida entre las cuerdas” (Espanha), “Democracia em Vertigem” (Brasil), “El Cuadro” (Espanha) e “Historias de Nuestro de Cine” (Espanha). Na categoria animação, as finalistas são “A Cidade dos Piratas” (Brasil), “Buñuel en el Laberinto de las Tortugas” (Espanha), “Elcano y Magallanes, la primera vuelta al mundo” (Espanha) e “Klaus” (Espanha).

Para o Prêmio Platino de Educação em Valores competem “Araña” (Chile, Argentina, Brasil) de Andrés Wood, “Diecisiete” (Espanha) de Daniel Sánchez Arévalo, “Elisa y Marcela” (Espanha) de Isabel Coixet e “El Despertar de las Hormigas” de Antonella Sudasassi.

A co-produção entre Costa Rica e Espanha, “El Despertar de las Hormigas”, a mexicana “La Camarista”, e as espanholas “La Hija de un Ladrón” e “Ventajas de Viajar en Tren” são as finalistas a la Melhor Obra de Estreia em Ficção.

Advertisement