9.7 C
Cachoeira do Sul
segunda-feira, 1 junho, 2020 - 18:51
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Gre-Nal histórico… e de confusão

Foto: Lucas Uebel / Grêmio

Um jogo histórico, cheio de emoções e com confusões e polêmicas. Foi assim o Gre-Nal 424, disputado na noite desta quinta-feira (12), na Arena. Grêmio e Internacional entraram em campo, pela primeira vez na Copa Libertadores da América. A partida ficou no empate em zero a zero e foi marcada por muitas brigas e expulsões de ambas equipes. Foram quatro coloradas – Moisés, Edenilson, Victor Cuesta, Praxedes – e quatro gremistas – Pepê, Luciano, Paulo Miranda e Caio Henrique.

O jogo começou muito movimentado e intenso. O Tricolor foi pra cima e logo levou perigo a meta defendida por Marcelo Lomba. Aos 4 minutos de bola rolando, Alisson cobrou um escanteio em curva e Diego Souza subiu para desviar de cabeça, obrigando o arqueiro colorado a espalmar para escanteio. Já o co-irmão respondeu aos 12’, com um chute forte de longa distância de Edenilson, mas Vanderlei defendeu.

Com o passar do tempo, os dois times se equilibraram e param um na marcação do outro. Mesmo assim, o Grêmio criou chances. Aos 22’, Lucas Silva cobrou uma falta da intermediária de ataque, chutando rasteiro em direção ao canto direito da meta adversária, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Os colorados quase conseguiram abrir o placar aos 31 minutos, com Boschilia, que invadiu sozinho a área e tentou colocar por cavadinha para o fundo do gol gremista, mas por sorte, mandou para fora. O Grêmio chegou três minutos depois, com Everton, que tabelou com Diego Souza e chutou, mas a zaga desviou para fora.

Na reta final, aos 43’, Marcos Guilherme saiu em velocidade e acionou Galhardo, mas o atacante não conseguiu o domínio e Maicon salvou o Tricolor, cortando por final a jogada.Em resposta, Ferraz saiu pelo corredor passando pela marcação, foi a linha de fundo e tentou cruzar, mas a zaga cortou.

O segundo tempo começou com chances para o lado gremista logo nos primeiros minutos. Everton foi acionado na esquerda, saiu em velocidade e chutou, mas a zaga cortou e a sobra ficou com Lucas Silva, que mandou de longe, levando perigo a meta adversária.

Outra chance gremista foi aos 9’, com uma inversão de Victor Ferraz para Alisson. O atacante desviou de cabeça, mas a bola saiu pela linha de fundo, à direita de Marcelo Lomba. Logo em seguida, pela direita, Diego Souza foi a linha de fundo e cruzou no segundo poste. Everton subiu para mandar de cabeça, mas acabou indo pra fora.

Aos 15 minutos, o Inter chegou com Guerrero na meia esquerda, mas quando recebeu passe de Edenilson estava totalmente impedido. Ainda tentou dar sequência no lance, mas o jogo já estava parado. Três minutos depois, o Grêmio chegou muito bem com um arremate de Jean Pyerre, que obrigou Marcelo Lomba a fazer uma grande defesa. Everton ainda tentou dividir com o goleiro, que ficou caído com gramado com dores.

Já o Inter levou muito perigo aos 23 minutos, quando Edenilson chutou de fora da área em curva e acertou a trave da meta gremista. Por pouco.

O Grêmio criou uma baita jogada com Pepê, que invadiu a área a dribles, foi para a esquerda e chutou, mas o goleiro colorado defendeu. Mas os visitantes responderam em bola parada. Marcos Guilherme colocou na área, mas a defesa conseguiu levar a melhor.

O Inter mais uma vez acertou a trave gremista depois de uma tabela rápida de Boschilia e Guerrero. O meia recebeu o último passe e chutou forte; mais uma no poste, por sorte, aos 34 minutos da etapa complementar.

Aos 39 minutos, quase que o Grêmio marcou com Luciano. Everton fez um ótimo passe para o atacante, que recebeu em boas condições e tentou por cobertura, mas a bola passou muito perto do gol, mas saiu.

Na reta final da partida, aos 39’, houve confusão. Dois colorados e dois gremistas expulsos. Moisés e Edenilson do lado colorado e Luciano e Pepê no Grêmio. A confusão começou porque Pepê tomou uma carga nas costas de Moisés e reclamou. O lateral agrediu o atacante gremista e as brigas começaram. Após as expulsões, mais confusões e mais jogadores com cartão vermelho. Victor Cuesta e Praxedes, além de Caio Henrique e Paulo Miranda.

A partida foi retomada com oito jogadores de cada lado. E o Grêmio criou, quase marcou com Geromel, que arriscou de longe e quase mandou para o fundo das redes, mas a bola passou raspando a trave superior.

Nos minutos finais, o Grêmio fez uma baita jogada e a bola chegou aos pés de Lucas Silva, que chutou forte, acertando a trave superior da meta colorada. Por detalhe, o Tricolor não assinalou o gol.

Advertisement