6.8 C
Cachoeira do Sul
quarta-feira, 3 junho, 2020 - 06:22
Cachoeira do Sul e Região em tempo real
  • Inicio
  • DESTAQUES
  • Novas denúncias sugerem que desvios são rotineiros na Prefeitura

Novas denúncias sugerem que desvios são rotineiros na Prefeitura

A pessoa responsável pelas gravações que denunciam o uso indevido de maquinário e material da Prefeitura de Cachoeira do Sul em obra na casa de um servidor procurou a reportagem de OCorreio Digital mais uma vez nesta sexta-feira (15). Em mãos, o material que deve ser entregue ao Ministério Público (MP) na próxima segunda-feira (18). O encontro – que teria ainda a participação do vereador Itamar Luz (PSDB) – ocorreria nesta sexta-feira (15), mas o promotor que receberia os dois teve compromisso em Santa Cruz do Sul e houve o reagendamento.

Imagens que serão entregues ao MP mostram uso indevido de veículos da Prefeitura, segundo denúncia / Foto: Reprodução

Desde que o caso foi divulgado pelo OCorreio, o parlamentar segue recebendo novas denúncias que sugerem: o caso não seria isolado. Todas as informações já reunidas – que indicam a prática sendo rotineira na Prefeitura – deverão ser apresentadas ao MP de Cachoeira do Sul juntamente com o pedido de providências a respeito. “Já fui procurada. Não sei o que vai acontecer. Mas não pode continuar. É nosso dinheiro”, enfatiza a pessoa que denunciou o caso em uma mistura de indignação e receio com sua segurança. Seu nome é preservado pela reportagem respeitando seu pedido.

A expectativa é que o MP possa apurar as informações que serão repassadas – incluindo o caso que já está sob sindicância interna na Prefeitura e as novas denúncias que surgiram nesta semana – e elucidar a suspeita de um esquema de desvio de material, além do frequente uso indevido de maquinário e veículos oficiais.

Ainda nesta sexta-feira (15), Luz procurou o comandante da Brigada Militar, Jaime Soligo, para pedir apoio com receio de represálias. “Não quero proteção especial ou algo assim. Mas achei mais prudente deixar o comandante avisado”, explica o vereador que apresentou o conteúdo das gravações ao prefeito e seu vice-prefeito ainda na tarde de quarta-feira (13).

Cenas registraram ainda maquinário da Prefeitura, conforme denúncia que chegou a prefeito e vice / Foto: Reprodução

Afastado

O servido envolvido na denúncia foi afastado de suas funções pelo prazo de 60 dias na tarde desta quinta-feira (14) até a conclusão das apurações da comissão de sindicância aberta e que pode resultar na sua demissão.

Na próxima segunda-feira (18), o caso deve ser pauta de debate na sessão da Câmara de Vereadores. “Temos que acompanhar os desdobramentos de perto. É de interesse da população”, justifica Luz.

Denunciante registrou caso na Delegacia de Polícia. Nome de servidor e endereço são preservados até fim das apurações / Foto: Reprodução

Gravações

A reportagem do OCorreio Digital teve acesso ao conteúdo que será repassado ao Ministério Público. Os vídeos foram entregues nesta sexta-feira (15) pela própria pessoa que realizou as gravações. As cenas estão datas na última semana de fevereiro em horário de expediente e mostram o uso de uma retroescavadeira e um veículo que seriam da Prefeitura para a entrega do material para uso nas obras na casa do servidor, segundo a denúncia que originou a sindicância na Prefeitura.

Confira os vídeos entregues na forma entregue para a redação do OCorreio (sem edição):

As novas denúncias que chegaram ao conhecimento do vereador também são acompanhadas de imagens que devem ser repassadas para o MP de Cachoeira do Sul.

 

 

Advertisement